Meu momento Yoga.

Faz tempo que venho ensaiando falar sobre o meu Yoga. Não sobre o YOGA em si, mas, sobre o que essa prática tem significado pra mim: Sânscrito | União | Fluidez | Amor. Por isso, esse relato nada mais será do que sentimentos expostos, indicação de estilo de vida, amor pulsante, compartilhamento de boas sensações. Do tipo: – “isso tem sido tão bom pra mim que, quero que todo mundo experimente!” ❤

Aquele breve resumo da internet:

“Yoga é uma filosofia de vida que tem sua origem na Índia, há mais de 5000 anos, e atualmente é conhecido não apenas como uma filosofia de vida, mas também como sistema holístico que trabalha o corpo e a mente ao mesmo tempo. A yoga trabalha as emoções, ajuda as pessoas a agir de acordo com seus pensamentos e sentimentos, além de trazer um profundo relaxamento, concentração, tranqüilidade mental, fortalecimento do corpo físico e o desenvolvimento da flexibilidade.”

Lindo e fácil, né? Pra mim não foi. Sempre tive “dificuldade” de iniciar as coisas e finalizar elas. Aliás, dificuldade para iniciar, não, mas para finalizar, sim. Sempre gostando de experimentar muitos métodos, exercícios, artes, estudos… Até que role a perda da graça. Acho que faz parte, afinal! Tá, Yoga: minha primeira convivência com a prática foi em 2010. Foi péssimo, sério. Ficar quietinha? Meditar? Entrar em uma sala sem saber o porque, como, pra que, quanto tempo. Desconfio que fui mal guiada. Acontece. Não voltei. Minha segunda convivência foi em 2014. Apanhei do meu corpo e da minha mente. Oscilei, fiz amigos e tentei. Foram 6 meses… Era bom, muito bom para o meu corpo, mas a minha mente ainda não havia alcançado o objetivo. Não que eu tenha um corpo de serei da Disney, mas eu queria mudar meu centro, queria e desejava mesmo, alcançar uma iluminação. Mudei, de ambiente, de cidade, de estilo de Yoga. Aliás, li muito e descobri que existem vários estilos e como dizem as boas línguas: você sempre encontrará um ideal para você. Grande de uma verdade! 🙂
Indo para a minha casa após um dia de trabalho olhei uma placa onde uma invertida com aqueeela abertura – me perdoem: pélvica – escrito: Hotyoga! Nossa, pensei! Quero fazer isso (ó o corpo, de novo!)!. De tanto pensar busquei informações, site, valores e o principal: sobre a professora. Sabe, eu tenho muito disso de encontro de espírito (de alma, de áurea, do que queira nominar), as vezes bate, as vezes bate pouco, muito raramente não bate. E, olha… há ocasiões que bate consideravelmente.
Conheci a Natascha. Linda por dentro e por fora, leve, alto astral, divertida e aberta. Entrei. Comprei logo 12 aulas e me joguei. Fui direto ao encontro da minha mente, trabalhei muito em cima dela, meu corpo foi seguindo, minha adoração pela prática aumentando, as pessoas que em volta eu conhecia foram se tornando exemplos e eu, por que não, deveria tornar-me exemplo para mim mesma? Parar de procurar nos demais algo que estaria dentro de mim? Ou não, né? Mas tudo bem, eu acho que esse estava. Mergulhei de cabeça na prática, e que prática é esse Hot Yoga guiado pela Nat, minha gente?!?!

“Esta prática é feita em sala aquecida e será um desafio para o seu corpo e sua mente durante as primeiras aulas. Seu corpo precisará se adaptar ao calor e as posturas. Pode levar de três a dez aulas para você se acostumar com o rítmo do Hot Yoga. Em caso de incomodo, apenas sente-se e respire devagar, escute seu corpo e respeite seus limites. Não existe competição, é você contra você mesmo – este é o verdadeiro desafio.” *

Tudo foi fluindo, participei de aulas, de conversas, de encontros comigo mesma fora das aulas, de concurso, de amizade. Tudo isso pra vir até aqui e escrever: taí um estilo de vida que vale à pena experimentar.

Você corre um sério risco de se apaixonar. :p
Desde então, o Yoga pra mim tem sido descobrimento, concentração, estímulo, bem estar, corpo, desintoxicação, momento, amor, união, energia… As posições me oferecem 1hora (as vezes até mais…) de puro foco em mim mesma. E mais, esse eu prometi que não tiro da minha vida. Esse vai ficar pra sempre! Minha gratidão eterna por todos que passaram por esse tão pequenino momento Yoga, que só tem um aninho de vida, mas que sua longevidade acompanhará o chá verde.

Querem saber mais sobre o método do #Hotyoga, da escola e da prática? Acesse: http://www.hotyogabrasil.com.br/home
* Citação extraída do site acima.
Natascha no instagram (cuidado pra não babar muito!): http://www.instagram.com/nataschahotyoga

Fotinhos atuais da minha prática para inspirar (lembrando que não existe perfeição, ok? haahah):
IMG_0466 IMG_0908 IMG_0535 IMG_0943

Anúncios

7 comentários Adicione o seu

  1. Dary Martins disse:

    Pra variar, muito bom o texto Rê!!
    Tuas fotos são liindas! 🙂

    Continue assim dedicada nas tuas andanças da vida! =DD

    1. Dary, tenho uma satisfação enorme em saber que você me acompanha, mais satisfação ainda quando leio teus comentários. Gratidão com o maior carinho por você. Te adoro! :*

  2. Nicholas disse:

    Muito legal seu texto e parabéns pela dedicação 🙂 beijo 😀

    1. Nick! Que surpresa boa você por aqui! 🙂
      Obrigada pela atenção, leitura e comentário. Keep following 🙂 Beijo!

  3. Re Andretta disse:

    Já falei que li aqui e me deu vontade de tomar chá todos os dias! Agora é mais que uma vontade, é tipo PRECISO fazer yoga e me encontrar assim…PRECISO!
    Quero ser como você quando crescer!
    Te amo

    1. Também acho que vc PRECISA fazer YOGA pra sermos iguais quando crescermos juntas. Te amooo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s